Sites Grátis no Comunidades.net
Translate this Page
TERAPIAS
Qual a Terapia Holística de sua preferência?
Reiki
Meditação
Cura Prânica
Alinhamento dos Chakras
Cristaloterapia com Reiki
Ver Resultados



ONLINE
3





Partilhe este Site...

 

 

         Facebook

 

  

Workshops 

 

 

Reiki

Tratamentos Energéticos

 

 

Consultas Tarot  

email e presencial

 

Mapas Numerologia

email ou carta



Meditações

Individuais e/ou em Grupo

 

 

 

 

 

 

 

 

Metodo de Pagamento

Transferência Bancária ou

 


Outros Conceitos
Outros Conceitos

 

 

- REFLEXÃO: Segundo Gil Restani Andrade, a reflexão caracteriza-se pelo direcionamento do pensamento ao nosso próprio interior, fazendo uma análise consciencial retrospectiva de atos realizados em nosso meio existencial. São caracterizadas por aquelas pessoas metódicas, calculistas, reflexivas, sistemática e que estudam e projetam seus atos. Daí o termo usado: "Ele age com a razão e não com o coração." 


- CONCENTRAÇÃO:Ainda Gil Restani Andrade, afirma que a concentração, caracteriza-se pela centralização da mente  em "clichês mentais", ou "formas pensamento", bem definidas,com exclusividade.A concentração pode ser individual, isolada ou grupal (coletiva). Pode ser positiva ou negativa.Escolhe-se um objeto, paisagem ou mensagem, retira-se da consciência todo e qualquer estímulo externo. Manter fixado, firmemente objeto, buscar a visualização do objeto.    


- MEDITAÇÃO: Gil finaliza falando que a meditação é exatamente a extensão da concentração; seu alcance é conquistado,à medida que a criatura consiga  concentrar-se com maior eficácia. Meditar é colocar-nos em contato com as forças internas, caracteriza-se por uma atitude quieta, atenta expectante; não intensa, mas calma, mas dando atenção às idéias que apresentam. Há um contato sutil e agradável com as correntes superiores dos planos superiores.  


- CONTEMPLAÇÃO: A contemplação é a mais alta expressão de vida intelectual e espiritual do homem. É a própria vida do intelecto e do espírito, plenamente despertada, plenamente ativa, plenamente consciente de que está viva. É um espanto espiritual, uma admiração. Um temor espontâneo, reverencial, diante do caráter sagrado da vida, do ser. É gratidão pelo Dom da vida, pela consciência despertada, pelo ser. É a consciência viva do fato de que, em nós, a vida e o ser procedem de uma Fonte invisível, transcendente e infinitamente abundante.


A contemplação é, acima de tudo, a consciência da realidade dessa Fonte. Ela conhece a Fonte, obscuramente, de modo inexplicável, mas com uma certeza que vai além, tanto da razão como da simples fé. Pois a contemplação é uma espécie de visão espiritual a que, pela sua própria natureza, tanto a razão como a fé aspiram, porque sem ela permanecem forçosamente incompletas. A contemplação, entretanto, não é a visão, pois vê sem ver" e conhece "sem conhecer". É fé em maior profundidade, conhecimento demasiadamente penetrante para poder ser apreendido em imagens, palavras ou mesmo conceitos claros. Pode ser sugerida por palavras, por símbolos, mas, no próprio momento em que procura indicar o que conhece, o espírito contemplativo retira o que disse e nega o que afirmou. Pois na contemplação conhecemos "não conhecendo". Ou, melhor, conhecemos além de todo conhecer ou "não conhecer.